top of page

COMUNICAÇÃO, EDUCAÇÃO E SEGURANÇA PÚBLICA: PERSPECTIVAS PARA REFLEXÕES CONTEMPORÂNEAS

Tiago Silvio Dedoné

ISBN 978-65-5889-106-2
DOI: 10.46898/rfb.9786558891062

Presentación

A intersecção entre temas como tecnologias, comunicação, segurança pública e sociedade, sempre foi frutífera no âmbito das reflexões epistêmicas e das experiências de práxis social. Observar como o processo dialógico – que também podemos chamar de ecossistemas comunicacionais abertos -, a educação, a comunicação institucional, a política pública, a organização comunitária, se articulam em defesa de direitos sociais e garantia de proteção, são também aspectos que nos levam à reflexão. Este livro tem a missão de trazer perspectivas que interagem linhas de pesquisas que orbitam em torno da organização social e política em uma comunidade. E, nesta vertente, temos, por exemplo, apontamentos para o aporte reflexivo que pairam sob o manto da segurança pública. Sim, a Segurança Pública é um ator social ativo de extrema importância na sociedade. Seu papel, constitucionalmente importante na defesa das garantias de direitos e proteção ao cidadão, precisam ser constantemente pensados, analisados, permeando pelos caminhos de êxitos, desafios e, também, erros e complexidades. Nesta vertente da atuação laboral dos profissionais da Segurança Pública, nos desafia, portanto, a pensar sobre as questões de direitos humanos, políticas públicas, saúde do trabalhador desta área tão estratégica. O profissional policial – e outros que orbitam em torno da referência da Segurança Pública -, vivenciam muitas experiências de representações sociais, atuações laborais, que também podem acometer vertentes da saúde física e emocional, desconstruindo perspectivas da qualidade de vida. Este é um ponto refletido, em alguns momentos, em capítulos desta obra. Outro, o papel da Comunicação Social, pavimentando, de forma democrática, ferramentas para a transparência e o diálogo. A Educação também aproxima, em várias vertentes, da perspectiva laboral do tema da Segurança, assim como a Comunitária e Popular, que expressa-se como caminho para que crianças e jovens – através da apropriação da produção midiática – tenham possibilidades de legitimar o seu lugar de fala e de mobilização social. Portanto, a obra firma-se, apenas, como uma possibilidade de unir reflexões acerca da representação social dos profissionais desta área, no contexto do desenvolvimento social.
Tiago Silvio Dedoné
Mestrando em Formação de Gestores Educacionais pela Universidade Cidade de São Paulo (UNICID); Mestrando em Teoria Literária, pelo Centro Universitário Campos Andrade (UNIANDRADE). Bacharel em Comunicação Social – Jornalismo; Licenciaturas em Pedagogia. Pesquisador membro da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação – ABPEducom. Membro do Grupo de Pesquisa do Núcleo de Estudos em Educação, Tecnologias e Sociedade - NEETS, da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). Professor na Educação Básica.

Fecha de publicación:

15 de março de 2021 18:40:11

Gostou? Comente!
Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Agrega una calificación
Share Your ThoughtsBe the first to write a comment.
bottom of page