top of page

ESCRITA ACADÊMICA E CULTURA DISCIPLINAR: UM OLHAR PARA AS COMUNIDADES INDÍGENAS

Pesquisas em Temas de Linguística, letras e artes

Marina Oliveira Barboza

DOI: 10.46898/rfb.

c5cfeefb-f9fb-4598-99d5-0e10f7fce0b6

Resumo

Este artigo pretende trazer reflexões acerca do letramento em contexto acadêmico. As práticas sociais de escrita na universidade nem sempre consideram as culturas e epistemologias que são diferentes dos conhecimentos ocidentais legitimados, pois são práticas permeadas pelas relações de poder e, portanto, apresentam tensões nas relações de interação quando se trata de considerar as especificidades de públicos tidos como “menos preparados” para ocupar esse espaço, como acontece com grupos minoritários ou minoritarizados como indígenas, quilombolas, sem-terra, surdos, dentre outros. Nos valemos das discussões teóricas sobre letramento acadêmico em (STREET, 2014) e, especialmente do conceito de cultura disciplinar em (HYLAND, 2000; CARLINO, 2013), para refletir sobre as práticas de letramento no meio acadêmico de modo a entender como os letramentos étnicos, são trazidos para a universidade.

Data de publicação:

10 de maio de 2024 22:57:27

Gostou? Comente!
No se pudieron cargar los comentarios
Parece que hubo un problema técnico. Intenta volver a conectarte o actualiza la página.
bottom of page