top of page

A HANSENÍASE EM UMA REGIONAL DE SAÚDE DO MARANHÃO: QUAL A TENDÊNCIA PREDOMINANTE?

Pesquisas em Temas de Ciências da Saúde

Walison Bezerra Gomes
Rafael de Abreu Lima
Vanessa Moreira da Silva Soeiro
Mariana Araújo Costa
Mayane Cristina Pereira Marques
Maria do Socorro de Sousa Cartágenes
Rafael Cardoso Carvalho
Eduardo Martins de Sousa
Ingrid de Campos Albuquerque

DOI: 10.46898/rfb.

d2a56fa1-3da2-44ad-85c7-c72b8b4e3f90

Resumo

Objetivou-se analisar a tendência dos casos notificados de hanseníase na Regional de Saúde de Bacabal, Maranhão, de 2017 a 2022. Estudo ecológico da análise de tendência da série temporal dos casos de notificados de hanseníase, utilizando dados sócio-clínico-epidemiológicos por município de residência dos casos notificados no Sistema Nacional de Agravos de Notificação. Realizou-se a análise descritiva dos dados e o estudo da tendência utilizando-se o modelo de regressão linear generalizada de Prais-Winsten.Dos 2.957 casos de hanseníase notificados, detectou-se uma tendência decrescente na Regional de Saúde de Bacabal, com um perfil de pacientes do sexo masculino (60,8%), maiores 14 anos (51,7%), pardos (61,7%) e com escolaridade de 5 a 8 anos (33,5%), casos novos (76,5%), na forma clínica dimorfa (62,6%), em esquema terapêutico multibacilar (83,8%) e incapacidade física grau zero (48,2%). Conclui-se que a tendência dos casos para o período estudado é decrescente.

Data de publicação:

6 de abril de 2024 00:27:34

Gostou? Comente!
Не удалось загрузить комментарии
Похоже, возникла техническая проблема. Заново подключитесь к интернету или обновите страницу.
bottom of page