top of page

FORMULAÇÕES PEDIÁTRICAS PARA ESQUISTOSSOMOSE: CENÁRIO ATUAL E AVANÇOS ESPERADOS

Pesquisas em Temas de Ciências da Saúde

Laysa Creusa Paes Barreto Barros Silva
Natália Millena da Silva
Demis Ferreira de Melo
Ana Vithória da Silva Melo
João Guilherme Sabino da Silva
Silvânia Narielly Araújo Lima
Rayana Régis Falcão
Bruna Cristiane Souza França
Leiz Maria Costa Véras
Rosali Maria da Silva
Larissa Araújo Rolim
Pedro José Rolim Neto

DOI: 10.46898/rfb.

95bf6de7-cffc-48df-a62f-2aff106a6da4

Resumo

Apesar do avanço no controle de diversas doenças tropicais negligenciadas, algumas faixas etárias ainda sofrem estagnação na terapia devido às deficiências em estratégias de tratamento. Para a esquistossomose, as crianças representam um grupo de alto risco de infecção, uma vez que estão sujeitas a uma rápida reinfecção e geralmente são mais sensíveis à terapia disponível. A falta de medicamentos direcionados para tal público acarreta em adaptações da formulação de uso adulto, o que promove insegurança na dose administrada, falta de adesão devido à palatabilidade comprometida e toxicidade gerada pelas incertezas farmacocinéticas. Diante dos fatos, é necessário celeridade no desenvolvimento de novas formulações e garantir a capacidade de produção através de parcerias entre organizações públicas, privadas e demais instituições, visando garantir tratamentos adequados e que estejam disponíveis às comunidades que deles necessitam.

Data de publicação:

26 de abril de 2024 14:40:58

Gostou? Comente!
Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page